Métricas SEO

Você sabe o que é SEO?


Sou Robert Sena da Silva profissional de SEO – Search Engine Optimization desde 2012. Iniciei minha carreira com no Marketing Digital fazendo um pouco de cada área como Links Patrocinados Google AdWords, SEO, Social Media e “quebrava um galho como Frot-End era literalmente um eu Marketing Digital. mas isso fez eu me tornar uma profissional mais completo e pensar além das oportunidades To change this standard text, you have to enter some information about your self in the Dashboard -> Users -> Your Profile box. Saiba mais


Reading Time: 4 minutes
Rate this post

Para Analista de SEO o Google já virou ferramenta de trabalho, tão importante quanto o computador que usamos para acessá-lo e realizar nossas tarefas. Qualquer duvidadinha, a gente corre lá, joga o termo naquela janelinha de pesquisa e aperta o ENTER. Pronto: dezenas, centenas, milhares de resultados aparecem na tela num piscar de olhos.

Normalmente, na pressa, nem paramos para pensar no processo, mas imagine o que aconteceu ali! Um mecanismo de busca acessou milhões – sim, MILHÕES! – de sites, separou quais deles tinham relação com o termo que mandamos pesquisar e, desses, separou aqueles que são mais relevantes. Esses mais relevantes foram “rankeados”, ou seja, ordenados de acordo com o mais rlevante para o menos relevante, organizados numa lista e puf! Tudo na sua tela. Quanto tempo levou isso, uns três, quatro segundos? Impressionante, não é?

Mas como pode?

Como o Google dá conta de uma tarefa como essa? Às vezes a gente se perde numa estante com 20 livros, e ele vasculha entre milhões de sites diferentes ao redor do mundo! E ão rápido! Como é isso?

Antigamente (coisa de uns 10 anos, rsrsrs), os mecanismos de busca procuravam pela ocorrência da palavra que pesquisamos, pura e simplesmente. Por exemplo, se você entrasse no falecido C@dê e procurasse por “sombrinha”, ele traria como resultado todas as páginas onde essa palavra aparecia; não importava se era site de vendas ou se a palavra aparecia no meio de um poema.

seo

O tempo passou e a coisa mudou. O Google veio com uma nova proposta: trazer como resultado páginas com conteúdo RELEVANTE sobre aquilo que a gente pesquisa, e não essa busca superficial de antes. E o que é conteúdo relevante? Pro Google (e pra quem está pesquisando), é aquele site com um texto bem redigido, onde fica claro que quem escreveu domina o assunto; é um site que é referenciado por vários outros sites bacanas de tão legal que ele é. Por exemplo, se um cantor de barzinho que ninguém conhece fala que sua referência é a Lady Gaga, ninguém se interessa muito; mas se a Beyoncé disser a mesma coisa, que sua referência é a Lady Gaga, a coisa muda de figura, não é? “Nooooossa!!! A Beyoncé usa a Lady Gaga como referência!! Que demais!!”, e todo mundo passa a valorizar mais a Lady Gaga.

Com site é a mesma coisa: se sites super legais muito visitados, com muito conteúdo relevante fazem referências a ele, ele passa a ser considerado relevante pelo Google. E aí, o que acontece? O Google passa a mostrar esse site numa posição alta, nas primeiras páginas de resultado da pesquisa. Aliás, você já reparou que nessas pesquisas, as primeiras páginas normalmente trazem os melhores conteúdos sobre o termo que você pesquisou, e à medida em que você vai entrando nas próximas, a qualidade dos conteúdos vai caindo? Então, você acabou de entender como o Google funciona.

Como eu faço isso com meu site?

Não é tão simples. O trabalho de SEO (Search Engine Optimization, ou Otimização de Mecanismos de Busca, em tradução livre) envolve uma série de detalhes, alguns mais técnicos e outros nem tanto, que fazem com que o Google considere um site relevante o suficiente para aparecer entre os primeiros resultados.

Quando desenvolve um site, o programador já tem conhecimento de algumas tags (uma espécie de código) que podem ser usadas para atrair a atenção do Google. Essas tags específicas funcionam no plano de fundo, sem relação com o que aparece na nossa tela; as palavras-chave do site, por exemplo, podem ser inseridas nelas. E você não entendia pra que colocar palavra-chave em página, não é? Agora sabe. O Google lê cada uma delas também.

Métricas SEO

A qualidade do texto é muito importante também. Textos com muitos erros de digitação e de ortografia perdem muito ponto com o Google. Outra coisa que ele desconsidera é conteúdo copiado: ele sabe em qual página aquele conteúdo apareceu primeiro e desconsidera (ou pontua menos) aqueles que copiaram dela. Danadinho, não é? Daí a importância de ter alguém que escreva bem sobre um produto, serviço ou informações de forma geral – e que não copie textos dos outros.

Métrica pra que te quero!

Outra artimanha: já ouviu falar do Google Analytics? Aquela ferramenta que você insere no código da sua página e ela te dá um relatório falando quem foi que acessou seu site, de que país, a que horas, quanto tempo essa pessoa ficou no site, etc.? Pois é: quem tem essa ferramenta no site também torna seu site mais interessante pro Google porque, através dela, ele consegue medir a visitação e o grau de relevância que o site teve pra quem entrou nele. Aí o Google pensa: “hmm… se as pessoas gostam dele, vai ver ele é relevante, mesmo…”. Ele entra na página, vasculha os detalhes que já falamos acima e, se ele se sentir convencido, pontua o site como relevante. Senão, ele dá uns pontinhos de consideração e parte pra outro. Sim, é isso mesmo. Nem todo site muito visitado é bem qualificado pelo Google, mas todo site bem qualificado por ele é muito visitado. Ele é exigente!

 

Se você está entendendo como Google funciona, então já entendeu o conceito de SEO: ele é um conjunto de estratégias que fazem um site ser “mais localizável” do que os outros com a mesma temática. A mera existência do site não é garantia pra isso, ainda mais agora que muita gente está contratando serviços de SEO para colocar seus sites na frente dos outros.

matt cutts como o google funciona

Como está o SEU site? Ele passou por especialistas em SEO? Ele aparece nas primeiras páginas de pesquisa quando você procura pelos termos contidos nele? Traduzindo: seus potenciais clientes localizam a sua empresa no Google? Ou o site que aparece primeiro é do concorrente?

Facebooktwittergoogle_pluslinkedinyoutubevimeoby feather